Tuesday, September 13, 2011

Pelé nos tempos atuais

Excelente texto escrito por um amigo que conheci na faculdade de Jornalismo, o palmeirense Rafael Cervantes. Essa cronologia fictícia é antiga, acho que de 2004 (ano em que trabalhei com ele no famoso site de notícias Futebol Interior), mas continua precisa, basta ver o início meteórico de tantos projetos de craque que acabam esquecidos antes de chegar aos seus vinte e tantos anos. Além disso, rolam algumas coincidências interessantes com o que realmente aconteceu no esporte posteriormente.

Infelizmente, até onde sei, Rafael escreve apenas profissionalmente hoje em dia e não é sobre a bola, uma grande perda para quem gosta de ler sobre futebol.

* Correção: o texto é mais velho do que imaginava, foi escrito no fim de agosto de 2006. De qualquer forma, ainda tem vários acertos (alguns, futuros, teremos que aguardar).

Pelé nos tempos atuais

23/10/1989 – Nasce em Três Corações, Minas Gerais, Edson Arantes do Nascimento. Passa a infância assistindo aos jogos amadores das cidades vizinhas.

1999 – Com dez anos, começa a jogar futebol no time Canto do Rio, nas categorias que permitem jogadores de até 13 anos. Edson se destaca e começa a utilizar o apelido de infância, Pelé!

2004 – Com quatorze anos se transfere para as categorias de base do Santos. Lá ele se destaca e Wagner Ribeiro, atento à categoria de base do Santos, já fecha um acordo e vira empresário de Pelé.

2005 – Um grupo de empresários portugueses tenta adquirir o passe de Pelé, devido as boas atuações nas seleções de base do Brasil. Mas Wagner Ribeiro, prevendo um futuro glorioso para o pupilo, não fecha acordo com os portugueses.

01/2006 – Com 16 anos ele participa da Copa São Paulo de Futebol Júnior pelo Santos, que é eliminado na primeira fase. Pelé faz dois gols e chama a atenção de Vanderlei Luxemburgo, que o alça para o time principal.

02/2006 – Na terceira rodada da primeira fase do Campeonato Paulista, Pelé entra no segundo tempo da partida, na Vila Belmiro, contra o América-SP. O Santos estava ganhando por 4 a 1 e Pelé marca um golaço. Pedala contra o zagueiro Marconi, passa pelo lateral Jura e toca na saída de Buzetto. Galvão Bueno, narrando o jogo, diz “Olha aí, olha o que o menino fez. Segura a fera!”.

02/2006 – Antes do clássico contra o São Paulo, na quinta rodada, Marcelo Teixeira reúne a imprensa para comunicar que o Porto-POR adquiriu o passe de Pelé por US$ 4 milhões e que a partida contra o São Paulo é a última com a camisa do Santos.

02/2006 – Pelé desembarca em Portugal e tem a ingrata notícia: Wagner Ribeiro, considerando ser mais lucrativo, avisa que Pelé jogará cinco meses no Shaktar Donetski, da Ucrânia, antes de ir para o Porto-POR. Pelé chega ao novo clube e, após quatro jogos e um gol marcado, pede para sair, pois não se adaptou ao clima do país.

03/2006 – Wagner Ribeiro consegue uma transferência de Pelé para o Cruzeiro, por empréstimo, até o contrato que estava vigente em cinco meses com o time ucraniano terminar. No Campeonato Mineiro, o Cruzeiro chega na final e vence o Ipatinga na decisão, por 3 a 1. Pelé marcou o primeiro gol do jogo e o primeiro com a camisa Azul Celeste.

04/2006 – Com o início do Campeonato Brasileiro, Pelé se destaca e marca dois gols na vitória sobre o Juventude. O Porto-POR, percebendo a vontade do novo contratado, pede que o empréstimo seja interrompido para poder contar com o jogador. O Cruzeiro, que ainda tem mais 2 meses e meio de contrato vigente, entra com uma ação na FIFA para garantir a permanência do jogador.

04/2006 – A FIFA dá ganho de causa para o Cruzeiro, mas Pelé acha que não tem mais clima na Toca da Raposa e pede para ser liberado. Ele jogou 11 vezes com a camisa do Cruzeiro e marcou três gols.

05/2006 – Pelé chega ao Porto-POR e fica no banco de Quaresma. Ele se desentende com o técnico, que o afasta e o coloca treinando separado. O contrato com o Porto-POR termina em dezembro de 2009.

09/2006 – Temendo uma desvalorização do futuro craque, Wagner Ribeiro consegue convencer os cartolas portugueses a repassá-lo a outro clube. O Porto-POR anuncia o empréstimo de Pelé por dois anos ao Lille-FRA.

02/2007 – Em fevereiro de 2007, Pelé, que até então tinha marcado 7 gols com a camisa do time Francês, em 19 jogos, se machuca num lance na partida contra o Bordeaux-FRA. Ele passa por uma cirurgia no joelho esquerdo e fica sete meses fora dos gramados.

07/2007 – Para a surpresa dos médicos, Pelé se recupera rapidamente e já começa a treinar com bola. Quando está pronto para jogar, o técnico francês decide que não quer mais o atacante, pois quando Pelé havia se machucado, o Lille-FRA contratou dois atacantes para substituir o craque. E para piorar, os atacantes eram os vice artilheiros do Campeonato Francês.

08/2007 – Já recuperado da cirurgia, Pelé consegue um empréstimo junto ao Santos, o clube que o revelou. No Santos ele reencontra o velho futebol e credita o sucesso na carreira a Vanderlei Luxemburgo, por tê-lo lançado. No Santos, ele termina o Campeonato Brasileiro com 11 gols, mesmo jogando apenas três meses e meio. O Santos termina na terceira posição e se classifica para a Libertadores 2009.

Oi?
01/2008 – Luxemburgo avisa que está de saída do Santos. Uma proposta tentadora do Bolton-ING tira o técnico da Vila Belmiro. Pelé, que é grato ao professor, pede a saída do time também após a ida de Luxemburgo para a Inglaterra.

02/2008 – Pelé se reapresenta ao Lille-FRA, que prontamente recebe uma oferta da Juventus-ITA, que quer contar com o craque para brilhar na volta triunfante à primeira divisão do Campeonato Italiano.

2008/2009 – Pelé marca 14 gols na Série A, em 23 partidas pela Juventus-ITA. O time termina na quinta posição e não consegue vaga para a Champions League. Toda a comissão técnica é demitida e Pelé, também.

08/2009 – Pelé volta ao Porto-POR e espera uma definição por parte de Wagner Ribeiro sobre seu futuro, já que o Porto-POR não pretende renovar contrato. Ribeiro consegue que o time do La Coruña-ESP, que precisa de atacantes, contrate a promessa. Pelé se apresenta ao novo clube prometendo vida nova.

2009/2010 – Na temporada, Pelé marca 21 gols e comanda o La Coruña na conquista do terceiro lugar do Espanhol, que garante passaporte para a Champions League.

02/2010 – Pelé é convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira, que enfrenta o Canadá em amistoso.

05/2010 – Sai a convocação de Dunga para a Copa do Mundo e Pelé não consta na lista. A ausência revolta a imprensa nacional, que pede a cabeça do técnico.

"Daqui quatro anos!"
08/2010 – Cobiçado pelo Liverpool-ING, Pelé não renova com o La Coruña-ESP e se transfere para o clube inglês. Para surpresa da imprensa européia, o Liverpool-ING anuncia outro brasileiro: Vanderlei Luxemburgo, que fez duas temporadas razoáveis no Bolton-ING.

01/2011 – Vanderlei Luxemburgo não consegue bons resultados no novo clube e é demitido depois de ser eliminado diante do Cristal Palace-ING na terceira rodada da Copa da Inglaterra.

01/2011 – Pelé fica revoltado com a decisão da diretoria e abandona o time. A FIFA entende o pedido de Wagner Ribeiro e rompe unilateralmente o contrato de Pelé com o Liverpool-ING.

02/2012 – Luxemburgo é apresentado como novo técnico do São Paulo, que também anuncia Pelé. O craque recebe todo o apoio de Rogério Ceni, que está prestes a completar 1000 jogos com a camisa Tricolor.

2012 – No Campeonato Paulista o São Paulo termina na 3º colocação. Pelé marcou 6 gols em 17 partidas disputadas. Na Libertadores, o São Paulo caiu nas oitavas-de-final e Pelé marcou apenas 2 gols. No Campeonato Brasileiro, o São Paulo ficou em 5º lugar e obteve lugar para a pré-Libertadores. Pelé jogou 31 vezes e marcou 12 gols.

01/2013 – Quando tudo indicava que Pelé renovaria contrato com o São Paulo, o Nagoya Grampus anuncia a contratação do jogador por US$ 3,5 milhões. Pelé chega à Terra do Sol Nascente e na apresentação se diz muito orgulhoso de defender o 9º clube na carreira, com apenas 23 anos.

2013-2016 – Pelé se destaca no clube de Nagoya. Durante as três temporadas, Pelé marcou 75 gols em 147 jogos. A ausência na Copa do Mundo no Brasil, em 2014, foi encarada com naturalidade por Pelé. “Já faz parte do passado”, afirma.

2017 – Experiente, com 28 anos Pelé anuncia que vai jogar novamente em Portugal, desta vez no Sporting-POR.

2017-2021 – Pelé, mais maduro, encerra seu ciclo na Europa com um bom saldo no clube português: foram 4 temporadas, 203 jogos e 66 gols.

2022 – Com 33 anos, Pelé afirma que vai jogar mais duas temporadas no Santos antes de encerrar a carreira. No término do Campeonato Paulista, Pelé recebe uma boa proposta do Olympiakos-GRE. Ele se transfere para o clube grego e na despedida do Brasil, ele afirma “Pelé ainda não morreu”.

2022-2023 – Pelé tem atuação apagada na Grécia. Se machucou muito e marcou apenas 9 gols na temporada e meia que permaneceu na Grécia.

Aventuras no fim do mundo
2024 – O Bangu, que passa por transformação, anuncia Pelé para a disputa do Campeonato Carioca. Além do experiente Pelé, o clube carioca anuncia outros dois veteranos para a competição: o zagueiro Betão, com 39 anos, que já teve passagens por Corinthians, Fluminense e clubes da Ásia, e Romário, que busca o milésimo gol – faltam apenas três.

2024 – O Bangu cai na semifinal da Taça Guanabara diante do Vasco e Romário, enfim, marca o milésimo gol, contra o Volta Redonda.

2024 – Pelé encerra a carreira aos 35 anos e vira comentarista esportivo. Pelé jogou 753 partidas na carreira e marcou 274 gols. Se aposentou como o maior artilheiro da história do Nagoya Grampus. Conquistou um Campeonato Mineiro, uma Copa de Portugal e duas Copas do Imperador.

2 comments:

  1. Maior artilheiro do Nagoya Grampos, hahaha... ***EU ACHO UMA BOA!!!***

    ReplyDelete
  2. SENSACIONAL e muito parecido com inúmeros casos verídicos de "craques" que sempre surgem pelo país.

    ReplyDelete

comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...