Saturday, July 9, 2011

Cambiando

"Foi bom enquanto durou". Esse clichê das despedidas e encerramentos de fases marcantes é ambígua para o momento que vivo, em que vou parar de frequentar uma academia. Não é bom ficar levantando pesos, ter os braços travados a cada troca de treino, correr risco constante de lesão causada pelo exercício ou por algum "azar" como deixar um peso cair no pé, fora todos os obstáculos como genética desfavorável, frio, preguiça... 

No entanto, os resultados sim fazem bem após um certo tempo. Demorei um ano e pouco, mas consegui perder mais de vinte quilos e isso traz consequências para a saúde e principalmente para a auto-estima. Assim como gostamos mais do que vemos no espelho, uma silhueta mais fina também gera mais simpatia e a diferença de tratamento é nítida. Mas enfim, após dois anos e meio de luta contra a gravidade em academias, terei que me adaptar a uma nova rotina que exige mais disciplina.

Graças a um curso intensivo de espanhol que começo nesta segunda-feira com aulas de segunda a sexta-feira das 19 às 21:30 horas, não terei tempo para treinar durante o mês de julho. Até pensei em frequentar a Training cedo, antes do expediente, mas sei que não renderia e nem seria tão dedicado quanto deveria. Então a saída foi comprar uma barra para porta e, assim, continuar exercitando a musculatura sem sair de casa - perto do sofá, do videogame, da cama, da internet... mas eu acredito na minha força de vontade e acredito que vou conseguir evitar o sedentarismo.

Pois é...
Sobre o curso de espanhol, estudei um pouco no ginásio e no ensino médio porque as aulas faziam parte da grade, mas na época não tinha o menor interesso pelo idioma. Confesso que a viagem à Argentina ajudou um pouco a "bater o martelo" e me inscrever no curso, mas já vislumbrava essa possibilidade desde o ano passado. Hoje é duplamente vantajoso estuda-lo, já que uniria o aprendizado dum idioma que passei a achar interessante a um investimento no meu currículo. 

Não só isso, é bom evitar a estagnação: olho ao meu redor e vejo amigos fazendo planos e mudanças de toda espécie, de especializações e pós-graduações a cirurgias bariátricas e até emigração para outros países. Claro, não dá para usar os outros como medida para autocrítica ou me jogar em qualquer "aventura" para não parecer estar parado, mas a sensação de marasmo é extremamente desagradável. Enquanto não dou grandes passos, volto a caminhar devagar - assim como aqueles primeiros de academia no começo de 2009.

3 comments:

  1. Acho que tu deveria tentar fazer teu treino pela manhã, caso haja esta possibilidade. O meu horário de academia é das 6:50 às 8:00, 3 vezes por semana. Nem sempre é fácil, por exemplo na semana passada a temperatura variava de 0º a -1º naquele horário. Mas o treino me faz tão bem que não imagino abir mão dele.

    Ah, e esse "estudei um pouco no ginásio" me fez lembrar o meu pai falando de seu tempo de colégio. hehehe

    ReplyDelete
  2. Vou usar esse período do intensivo, que é no mês de julho, para fazer um teste. Caso me adapte e goste de treinar em casa, continuo. Mas, se não conseguir me adaptar ou achar que não está legal, ainda dá pra voltar atrás já que de agosto em diante o curso tem só duas aulas por semana na noite ou uma grande aula no sábado de manhã. veremos

    ReplyDelete
  3. parabéns a todos os envolvidos! =]

    ReplyDelete

comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...