Sunday, November 11, 2012

E se vivêssemos todos juntos?

Nesta tarde vi o filme francês E se vivêssemos todos juntos? no Cine Topázio do Shopping Prado, um espaço que põe lado a lado lançamentos de Hollywood e também alternativos, internacionais e brasileiros. Gostei do cinema, há salas pequenas, porém aconchegantes e uma biblioteca fica disponível para que os clientes peguem livros emprestados. Levei Ciranda de Pedra, da Lygia Fagundes Telles para devolver não sei exatamente quando e fica aqui meu compromisso de também doar alguns livros ao acervo deles.

Sobre o filme, a história fala sobre cinco amigos já de idade avançada que, ao notarem como têm apenas uns aos outros como pessoas em quem podem confiar e se cuidarem mutuamente, juntam-se e passam a viver juntos numa espécie de república. A história mostra então a nova vida do grupo formado por dois casais (Jean e Annie, Albert e Jeanne) e pelo mulherengo solteirão Claude com o jovem Dirk.

É um filme belo e de um olhar muito otimista sobre o ocaso do homem ou, pelo menos, de como ele pode ser para a geração atual de idosos. Senhoras e senhores se divertem, mantêm um cotidiano ativo e continuam a viver com certa independência. A exceção é Albert, interpretado impecavelmente por Pierre Richard: o personagem começa o filme com um pequeno esquecimento (havia ou não levado o cachorro para passear?) e no decorrer da história seus lapsos aumentam exponencialmente. Jane Fonda, que faz a esposa Jeanne e Claude Rich, de personagem homônimo, são outros destaques frente às câmeras. Daniel Brühl aparece como Dirk, porém o papel desempenhado é ofuscado pois o carro chefe do longa é a quina da melhor idade.

Fica então essa dica de filme. Vale muito pelo trabalho dos atores e da agradável e divertida forma do diretor Stéphane Robellin de mostrar o envelhecer. Antes de ir ao cinema achei que este seria um drama pesado e de muitas cenas devastadoras, porém não encontrei nada disso - talvez minha visão pessimista do que é chegar a uma idade avançada deva ser revista e corrigida.

O casal Albert e Jeanne

No comments:

Post a Comment

comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...