Saturday, August 25, 2012

Inquietação

É hoje. Com este aniversário, chego aos vinte e oito anos de idade. O momento é de rara tranquilidade: minhas contas estão equilibradas, estou razoavelmente satisfeito com meu emprego, minha vida afetiva está calma. Enfim: se está tudo em seu devivo lugar, por que tenho a impressão de que algo falta?

Até cogitei a possibilidade de ser a falta duma namorada, porém procurar alguém para preencher um vazio não seria honesto comigo e muito menos com ela. Além do mais, a sensação é mais semelhante à ansiedade injustificada da adolescência, aquela pressa de não chegar em lugar nenhum. "Tudo de que minha vida precisava era um senso de algum lugar para ir", disse Travis Bickle e suspeito de que eu esteja na mesma encruzilhada. Talvez seja isso mesmo, definir um novo rumo, uma nova meta e busca-la para ter um norte. Não preciso curar o câncer, alcançar a paz entre palestinos e israelenses ou algo assim tão grandioso, mas algum objetivo é necessário para direcionar estas energias.

---

Lembrando um pouco o post de fim de ano, encerrei um "jejum" existente desde 2005 e fiz uma festinha de aniversário com alguns amigos. Foram poucos convidados: pessoal do trabalho, um casal de amigos do peito, duas amigas do círculo do rock campineiro. É engraçado como a Internet mudou as relações interpessoais: olhei minha lista de contatos do Facebook para criar um evento e foi lamentável não poder convidar amigos cariocas, paulistanos, gaúchos e de outros cantos do Brasil para tomarem uma cerveja comigo.

Foi legal reunir estes amigos, conhecer pessoalmente uma amiga de Campinas que eu só conhecia através das redes sociais (sim, mais uma novidade proporcionada plos meios de comunicação modernos) e tomar umas com gente de círculos sociais diferentes. Creio que adotarei o hábito das festas de aniversário, embora tardiamente.

Jociane, João, Mayara e Jonathan abrem os trabalhos comigo no Bar do Wili

No comments:

Post a Comment

comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...